Sérgio Aguiar reforça necessidade de debate sobre a reforma tributária (primeiro expediente)

Sérgio Aguiar reforça necessidade de debate sobre a reforma tributária (primeiro expediente)
10 de julho de 2019
O deputado Sérgio Aguiar (PDT) sugeriu, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (10/07), que a Casa organize um seminário para construir uma discussão a respeito da reforma tributária no Estado. De acordo com o parlamentar, o debate poderia ser articulado por meio do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp) ou da Mesa Diretora, e acontecer entre agosto e setembro.

Segundo Sérgio Aguiar, quando acabar a votação da reforma da Previdência, toda a discussão vai se voltar para esse tema. “A reforma tributária é imprescindível para a unidade da Federação Brasileira e haverá um grande entrave entre a Câmara Federal e o Senado nesta questão”, salientou.

O parlamentar ressaltou que, nesta terça-feira (09/07), a Câmara criou uma comissão para debater o assunto, ao mesmo tempo em que o Senado decidiu apresentar uma proposta de emenda  constitucional  (PEC) sobre a reforma.

“O objetivo final é que haja racionalidade na taxa de impostos do País, e que os recursos arrecadados com os esforços dos brasileiros passem por uma maior revisão”, apontou o deputado.

Sérgio Aguiar assinalou que é importante trazer o tema para o âmbito do Ceará, para que todos possam tomar conhecimento da questão. “Podemos, quem sabe, formular ou buscar formas de aprimorar e aperfeiçoar as propostas federais”, pontuou.

O deputado também repercutiu matéria veiculada pelo jornal O Povo, sinalizando o sucesso do hub aéreo de Fortaleza. “Acabamos de ser considerada como a cidade com o maior crescimento de oferta de voos internacionais do País, com uma alta de 68%”, exaltou.

Para ele, os dados reforçam que o hub aéreo tem trazido resultados positivos para o Ceará, fazendo com que efetivamente o turismo se consolide como um dos grandes negócios do Estado.

 

*Da Agência Assembleia