Sérgio Aguiar ressalta Dia Mundial da Alimentação (ordem do dia)

Sérgio Aguiar ressalta Dia Mundial da Alimentação (ordem do dia)
17 de outubro de 2017

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) pronunciou-se, nesta terça-feira (17/10), durante o tempo de liderança da sessão plenária da Assembleia Legislativa, para enfatizar o Dia Mundial da Alimentação, transcorrido ontem. O parlamentar lembrou que, diariamente, 870 milhões dormem com fome todos os dias, enquanto o Brasil, “conhecido como celeiro do mundo”, tem papel fundamental não somente no combate à escassez de alimentos, como deveria ser um dos principais garantidores da preservação do meio ambiente.

Apesar da importância da agricultura, Sérgio Aguiar asseverou que os produtores rurais são muitas vezes esquecidos pelas políticas públicas. Mesmo com diversas atividades e tecnologias envolvidas, com a contínua migração, o setor está ficando distante dos centros urbanos.

O sucesso do agronegócio depende de vários fatores. Felizmente, para impulsioná-lo, há avanços na ciência, com métodos seguros e menos agressivos. Graças ao desenvolvimento tecnológico, há uma produtividade crescente com a mesma quantidade de terras. A preservação da biosfera não impede a produção de alimentos”, apontou.

O parlamentar lembrou ainda que o Dia Mundial do Alimento foi criado em 1979, pelos países participantes da 19ª Conferência da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Como fator de desenvolvimento econômico, o pedetista revelou que o setor do agronegócio soma, aproximadamente, um quarto de todo o crescimento do PIB nacional registrado, sendo responsável por quase US$ 100 bilhões das exportações do País, contribuindo para o superávit de U$ 80 bilhões registrado no ano passado.

Apesar disso, os responsáveis por criar essa imensa riqueza, os produtores rurais, são muitas vezes esquecidos pela população das cidades. Na frenética rotina do nosso dia a dia, nos esquecemos da quantidade de pessoas, atividades e tecnologia envolvidas para que os alimentos cheguem aos nossos pratos”.

Segundo Sérgio Aguiar, os desafios do agronegócio ainda são vários, desde a necessidade de melhorias na infraestrutura do país, até o controle da evasão da população rural e das questões ambientais.

O parlamentar também destacou o desperdício de alimentos que ainda hoje acontece em todo mundo. Conforme explicou, cerca de 30% de tudo que é produzido é inutilizado antes do consumo. Ele defendeu que o Brasil participe do processo de redução dessas perdas.

Sérgio Aguiar também pediu apoio para o setor, através de incentivos à sustentabilidade na produção de alimentos, por intermédio de pesquisas, melhoras na infraestrutura, políticas públicas agrárias e financiamentos mais eficientes para a indústria de alimentos e o agronegócio.

Da Agência Assembleia*